IEL MS: Página de Notícias

16.08.2019
Na Câmara Municipal, IEL e Senai mostram atuação para inserir jovens no mercado de trabalho

O superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, e o diretor-regional do Senai, Rodolpho Caesar Mangialardo, apresentaram o trabalho das instituições para inserção e aperfeiçoamento profissional de jovens no mercado de trabalho durante a audiência pública que discutiu políticas para primeiro emprego, promovida nesta sexta-feira (16/08), pela Câmara Municipal de Campo Grande.

No evento, José Fernando falou a estudantes, empresários e autoridades do município sobre a área de desenvolvimento de carreiras do IEL, que conta com diversos projetos, cursos e treinamentos para conectar jovens estudantes ao mercado de trabalho, além dos programas de estágio, recrutamento e seleção para emprego.

A expectativa do IEL é de, somente neste ano, encaminhar cinco mil estagiários para o mercado de trabalho. “A importância que o estágio tem na vida das pessoas é muito grande. Ele tem o poder de levar ao jovem a primeira oportunidade de trabalhar, transformando famílias inteiras e realidade profissional de muita gente. E isso muito nos orgulha”, disse o superintendente.

Já o diretor-regional do Senai apresentou o portfólio de cursos de educação profissional da instituição, ressaltando aos estudantes presentes que o mercado de trabalho, cada vez mais exigente e tecnológico, exige mão de obra qualificada. “O Senai é a 5ª maior instituição de ensino do mundo e a maior da América Latina. Tudo isso está ao alcance de vocês, bem aqui, em Campo Grande”, destacou.

Rodolpho Mangialardo completa que o Senai tem cursos de aprendizagem e qualificação, gratuitos ou não, cursos técnicos, de formação superior e pós-graduação. “É preciso se qualificar para se colocar no mercado de trabalho e o Senai está de portas abertas”, avisou.

O debate foi proposto pelo vereador Betinho, presidente da Comissão Permanente de Assistência Social e do Idoso da Câmara Municipal, composta ainda pelos vereadores Cida Amaral (vice-presidente), Valdir Gomes, Jeremias Flores e Loester Nunes. 

“Queremos fomentar mais campos de trabalho. Tivemos aqui presentes várias instituições para discutirmos quais leis ou políticas públicas podemos gerar para ampliar espaço de trabalho para eles, porque essa é uma preocupação que temos, principalmente na faixa etária de 14 a 16 anos”, disse o vereador Betinho sobre a audiência. 

Além do IEL e do Senai, também contribuíram diversas instituições cujo trabalho é voltado para inserção do jovem no mercado de trabalho, como o Instituto Mirim, a Subsecretaria de Políticas para Juventude, entre outras.